China registra primeira prisão por notícias falsas geradas pelo ChatGPT

Silvana Vevelt
By Silvana Vevelt

Um homem detido na província de Gansu, na China, é suspeito de ter usado a ferramenta para criar uma história falsa sobre um acidente de trem.

Um homem suspeito de usar o ChatGPT para gerar notícia falsa foi preso na província de Gansu, na China. Ele criou uma fake news sobre um acidente de trem.

O episódio marcou a primeira prisão, na China, provocada por uma investigação relacionada à Inteligência Artificial (IA).

A história, que afirmava que o acidente teria matado nove trabalhadores da construção civil na cidade em Gansu, teve mais de 15 mil cliques depois de ser publicada nas redes sociais, em 25 de abril, informou o departamento de polícia local da cidade de Pingliang.

Segundo um comunicado da polícia local chinesa, o suspeito, de sobrenome Hong, teria editado as notícias geradas pelo ChatGPT, e as carregado em uma plataforma da empresa chinesa Baidu.

Novas regras na China
A prisão é resultado de novas regras implementadas pelo país para combater informações falsas relacionadas a deepfakes.

As normas, que entraram em vigor no dia 10 de janeiro, têm o objetivo de restringir o uso de tecnologia de inteligência artificial para alterar o conteúdo on-line.

 

Share This Article
Leave a comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *