32.3 C
Brasil
sexta-feira, maio 24, 2024

População protesta depois de jovem ser baleado no Rio; manifestantes acusam polícia

- Advertisement -spot_img

A morte de um jovem na noite desta segunda-feira (18) provocou um grande protesto de moradores, por diversas ruas da Lapa na região central do Rio de Janeirio. O rapaz, identificado como Emanuel Ramos, foi baleado por um policial civil, segundo acusaram os manifestantes, dentro de um casarão, na rua Joaquim Silva.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que o jovem reagiu a uma abordagem, o que foi negado pelos moradores e pessoas que passavam pelo local na hora. Com a vítima foi encontrado arma de fogo falsa.

Os vizinhos e conhecidos do jovem protestaram, ateando fogo em barricadas nas principais ruas da Lapa, o que obrigou ao fechamento do trânsito e provocou um grande congestionamento na região, muito movimentada no final da tarde e rota para dezenas de linhas de ônibus.

A Polícia Militar foi chamada para dispersar os protestos e usou bombas de efeito moral e gás lacrimogênio. A perícia da Polícia Civil foi ao local, mas o corpo do jovem havia sido levado pela própria família a um hospital. Pessoas que participavam do protesto gritaram que se tratava de crime de racismo.

Segundo a Polícia Civil, a vítima tinha anotações criminais e um segundo suspeito conseguiu fugir.

“De acordo com a 5ª DP [Mem de Sá], agentes da delegacia estavam em diligência para cumprir mandado de prisão na Lapa, quando um homem – com diversas anotações criminais e mandado de prisão em aberto – reagiu, foi baleado e morreu. Com o criminoso, foi apreendido um simulacro de arma de fogo. Um segundo suspeito fugiu. A Delegacia de Homicídios da Capital foi acionada e a ocorrência está em andamento”, disse a polícia na nota.

Todas Notícias
- Advertisement -spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here