32 C
Brasil
domingo, maio 26, 2024

70% dos brasileiros se preocupa com as fake news, diz Senado

- Advertisement -spot_img

Uma pesquisa recente realizada pelo Senado Federal revelou que mais de 70% dos brasileiros entrevistados estão preocupados com a disseminação de notícias falsas nas redes sociais. Esse dado foi divulgado no estudo intitulado “Redes Sociais e Notícias Falsas”, conduzido pelo DataSenado em colaboração com o gabinete do Senador Angelo Coronel (PSD-BA). O objetivo do levantamento era obter a opinião dos cidadãos brasileiros sobre as notícias falsas veiculadas nas plataformas digitais.

A pesquisa envolveu 2.068 pessoas com 16 anos ou mais e foi realizada por telefone nos dias 9 e 10 de maio. Vale destacar que nessa época, estava sendo discutida na Câmara a urgência do Projeto de Lei 2630/2020, conhecido como PL das Fake News, que foi aprovado em 2020 pelo Senado e ainda estava em análise na Câmara dos Deputados.

O resultado da pesquisa revelou que 72% dos brasileiros estão muito preocupados com o aumento das notícias falsas nas redes sociais. Aqueles que demonstraram estar pouco preocupados representaram 20% do total, enquanto 7% afirmaram não ter essa preocupação.

Os resultados de um levantamento revelaram que 91% dos brasileiros concordam que as redes sociais têm uma influência significativa sobre as opiniões das pessoas. Da mesma forma, 91% também concordam que as notícias falsas representam um risco para a sociedade. Para 82% dos entrevistados, as redes sociais dão mais visibilidade às notícias falsas em comparação com as notícias verdadeiras.

Quanto ao papel da legislação, 80% dos entrevistados acreditam que a criação de uma lei específica para combater as notícias falsas contribuiria para reduzir sua quantidade nas redes sociais.

O senador Angelo Coronel, relator do projeto de lei das fake news no Senado, considera que os resultados da pesquisa apoiam fortemente a aprovação do projeto, que é uma ferramenta de proteção para a sociedade.

pesquisa também revelou que a preocupação com a disseminação de fake news se soma à dificuldade em distinguir entre notícias falsas e verdadeiras. Isso ocorre porque a maioria dos brasileiros (58%) não concorda com a afirmação de que é fácil identificar quais notícias são verdadeiras e quais são falsas nas redes sociais.

“Se a gente não banir das redes sociais informações falsas e também postagens feitas por anônimos, não teremos condições nem ferramentas para combater as fake news. Por isso é importante a aprovação desse projeto: para vedar contas anônimas e para que tenhamos regulação para tirar do ar, de imediato, postagem que venha a prejudicar a imagem de alguém”, disse Ângelo Coronel.

Todas Notícias
- Advertisement -spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here